• Home
  • Curso
  • Aprendizagem centrada no aluno (ACA)

Aprendizagem centrada no aluno (ACA)

Objetivo do curso :

CONCEITO: é uma abordagem em que o aluno é o centro do processo pedagógico.

Esse protagonismo estimula a construção do conhecimento pelo próprio aluno, que utiliza conceitos e modelos pré-existentes para dialogar com as novas informações e aumenta a efetividade da dinâmica de aprendizado. Estimula  também que o aluno alcance os objetivos de aprendizado de níveis cognitivos mais complexos. Faz com que, além de recordar, compreender e aplicar conceitos e teorias de resoluções de problemas, consiga analisar, avaliar e criar soluções sintéticas, de modo a buscar contribuir para o aumento do seu conhecimento e dos demais alunos sobre o tema da aprendizagem.

DIMENSÕES: Podemos compreender o processo de ensino em quatro dimensões distintas, que podem ser abordadas sob a ótica do ACA, ou do Aprendizado Centrado no professor (ACP),

Descrição do curso :

FLEXIBILIDADE X PARTICIPAÇÃO:

 É possível caracterizar o processo de aprendizado em dois eixos centrais, quais sejam:

  1. A flexibilidade do professor em relação a uma agenda pré estabelecida para aula;
  2. A abordagem direcionada ao aluno no processo de aprendizagem. Podemos considerar neste contexto, que o ACA é caracterizado pela alta flexibilidade do professor e pela orientação destes ao aluno e conseqüente engajamento dos membros no processo de aprendizagem.

Em oposição a este posicionamento, uma aula expositiva tradicional é caracterizada pela Baixa flexibilidade e pela baixa participação dos alunos. Níveis intermediários podem ser comumente encontrados, como a “exposição engajada”, na qual a flexibilidade é alta, porém a participação dos alunos não é efetiva, ou a “discussão baseada em agenda”, para qual observa-se uma maior participação dos alunos, porém em uma agenda pré estruturada e inflexível.

Um dos grandes desafios do ACA é que o professor não é o ponto central da aula.  Isso acaba modificando o papel do professor que tende a ser mais um “coach” do que um instrutor.  

Info curso:

  • Duração: 24 Horas
  • Segmento: Extensão
  • Modalidade: Presencial, Quarta- feira das 19:30 as 22:30
  • Inicio: 3 fevereiro 2020
  • Localização: São Paulo

Por que fazer este curso

Quem é para:

Profissionais de todas as áreas do conhecimento interessados em atuar como professores em cursos de graduação, ensino médio, educação Infantil, motivados a desenvolver a reflexão sobre a formação docente.

Metodologia Dourado:

Uma visão macro, com conhecimento teórico, prático sobre novos modelos e praticas educacionais. Um dos grandes desafios do ACA é que o professor não é o ponto central da aula.  Isso acaba modificando o papel do professor que tende a ser mais um "coach" do que um instrutor.

Bolsas de estudo:

Não
"A pedagogia deve oferecer ao educador os métodos de pesquisa das causas sociais do atraso mental ou de outras crianças, e também fornecer os meios pelos quais a escola pode compensar a influência negativa do ambiente. "

Sergej Hessen

Pedagogo

Testemunho do curso

Aprenda com os melhores profissionais do setor

Nossos professores vêm do áreas de Educação, Negócios e Gestão . Estou à sua disposição para compartilhar e transferir seus conhecimentos e experiência em cada módulo do curso.

Fábio Henrique

Empresário e consultor de empresas utilizando a experiência adquirida nas áreas Contábil, Econômica e Pedagógica, sendo autor e coautor de diversos textos publicados em mídias sociais e em apostilas internas das instituições que leciona.

Profissional experiente do ramo financeiro, Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1993), MBAs em Finanças (CEFIN) e IFRS pela Fundação Instituo de Pesquisa Econômica, Contábeis, Atuariais e Financeiras, Pós Lato Sensu em Controladoria na Fundação Escola do Comércio Alvares Penteado e Bacharel em Ciências Contábeis na Universidade Anhanguera. 

No ramo acadêmico, é professor auxiliar de Contabilidade Financeira no Insper, foi professor assistente de Mecanismos das Instituições Financeiras, Contabilidade Atuarial e Gerencial na FMU e professor de Auditoria Fiscal das Demonstrações Financeiras e Governança Corporativa na Faculdade Oswaldo Cruz. 

Na área pedagógica desenvolve palestras e cursos, tendo como premissa o Aprendizado Centrado no Aluno, onde o professor passa a ser um facilitador, tendo como o “ator” principal o Aluno. Atua também como empresário e consultor de empresas utilizando a experiência adquirida nas áreas Contábil, Econômica e Pedagógica, sendo autor e coautor de diversos textos publicados em mídias sociais e em apostilas internas das instituições que leciona.

 

Estrutura curricular

1. Formato da aula:    Aulas expositivas (lectures) são mais centradas no professor, enquanto discussões em grupo ou plenárias são mais centradas no aluno. Neste segundo caso  o professor passa a ser um facilitador de processo e aprendizagem . Não há dicotonomia, e sim um caminho continuo que o professor pode escolher adotar  entre estes dois extremos. 2. Objetivos de aprendizagem: Uma abordagem mais centrada no aluno foca em objetivos de aprendizagem de níveis cognitivos mais elevados na conhecida taxonomia de Bloom, tendo por finalidade que os alunos sejam capazes de analisar, avaliar e criar conceitos e conhecimento.   Já uma abordagem mais centrada no professor tem por resultado, geralmente o alcance de objetivos de aprendizagem de níveis cognitivos mais baixos, a partir quais os alunos são capazes de recordar, compreender, ou, no Maximo aplicar conceitos e teorias em problemas bem estruturados. 3. Tipos de Problemas: A resolução de problemas tem papel central no processo de aprendizagem. Em uma abordagem centrada no professor, geralmente são apresentados após a exposição do conteúdo, bem estruturado e de modo auto-contido, o que faz com que seus alunos sejam capazes de aplicar conceitos recém compreendidos. Por sua vez o aprendizado centrado no aluno utiliza problemas mal estruturados, geralmente apresentados no inicio das aulas de modo a sustentar os questionamentos que serão usados para construção do conhecimento. Os problemas mal estruturados abordados no ACA tendem a suportar de forma mais eficiente a capacidade de aplicação de conceitos adquiridos por construção e não por transmissão do conhecimento, mesmo em contextos diversos dos originalmente abordados, ou seja, o ACA visa não somente a aplicação de um conceito mas também o estabelecimento de um contexto par ao aluno construir sua própria metodologia de aprendizagem. 4. Dinâmica em classe: As dinâmicas de aula são preparadas de modo a que os estudantes sejam os protagonistas doprocesso de aprendizagem, contando com maior flexibilidade na agenda da aula. O Professor é um facilitador deste processo, interferindo quando percebe oportunidades de melhorar e consolidar conceitos sobre o tema em foco. Por outro lado, as dinâmicas mais centradas no professor são caracterizadas pelo papel coadjuvante dos alunos que, quando participam, o fazem geralmente a partir de um processo de conhecido para como IRA (instrutor pergunta, alunos respondem e instrutor avalia).   

Solicitar informações ou compromisso

Por favor, preencha os campos abaixo para receber as informações solicitadas

*Eu li e entendi a nota de "privacidade.".
Envie-me mais informações sobre os eventos e atividades da Faculdade Duorado.
*Eu li e entendi a nota de "privacidade.".
Envie-me mais informações sobre os eventos e atividades da Faculdade Duorado.

Video Gallery